Baixada Santista

Ciclone extratropical causa apagão e estragos na baixada santista

O ciclone também provocou um curto-circuito em Bertioga, no litoral de SP

Em Praia Grande, moradores registram forte ventania - Imagem: reprodução redes sociais
Em Praia Grande, moradores registram forte ventania - Imagem: reprodução redes sociais

Karina Faleiros Publicado em 13/07/2023, às 10h57


Na madrugada desta quinta-feira (13), vários pontos da baixada santista sofreram rajadas de vento provocadas por um ciclone extratropical, causando um grande estrago. A travessia de balsas entre Santos e Guarujá e o canal de navegação do Porto de Santos, foram paralisados, e em Bertioga, um curto-circuito atingiu o centro da cidade, causando apagão em várias residências.

Segundo informações do g1, os ventos alcançaram 83.8 km/h, às 03h25. Três quedas de árvores foram registradas no bairro Jardim Las Palmas em Vicente de Carvalho. O bairro Perequê também foi comprometido pela ventania, afetando toda a sua estrutura. Um banheiro químico foi danificado juntamente com algumas tendas que estavam montadas na orla da praia.

O Porto de Santos foi fechado por conta da decisão da Capitania dos Portos, que informou que em virtude das condições meteorológicas, com ventos acima de 40 nós e altura de onda de 0,80m, o Porto foi fechado na condição de impraticabilidade às 9h05.

Entre 3h20 às 4h20, a travessia de balsas Santos-Guarujá foi paralisada, mas por volta das 6h, o transporte voltou a operar normalmente. Os serviços foram interrompidos na travessia entre Guarujá e Bertioga por conta da ventania e da força da maré. Por volta de 8h20, foi paralisada a travessia de lanchas entre Santos e Vicente de Carvalho.

Compartilhe