Mentiu

Justiça eleitoral manda Rosana Valle parar de divulgar "fake news" contra Paulo Alexandre

Deputada que já torrou quase meio milhão de dinheiro público, agora está proibida pela Justiça de divulgar fake news contra o ex-prefeito Paulo Alexandre. Liminar manda suspender entrevista da deputada.

Rosana Valle e Paulo Alexandre. - Imagem: Reprodução | AGÊNCIA SENADO
Rosana Valle e Paulo Alexandre. - Imagem: Reprodução | AGÊNCIA SENADO

Jair Viana Publicado em 14/06/2024, às 13h33


A deputada federal Rosana Valle (PL-SP) está proibida de veicular notícias falsas do deputado federal Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP). Valle, em entrevista a um canal no YouTube, disse que seu concorrente "é ficha suja" e estaria "inelegível". Segundo o Ministério Público e a Justiça, a deputada mentiu sobre seu colega de legislatura.

O caso veio à tona depois que o PSDB entrou com uma reclamação na Justiça Eleitoral, denunciando Rosana Valle por divulgar "fake news" através do YouTube, em uma entrevista durante um podcast. Ao responder a uma das perguntas, Valle afirmou: "Então, esse é um problema, né, que a gente acompanhou aí do Paulo Alexandre com a Justiça. É, que ele tem que resolver, né? Mas a gente considera que é lamentável, né? Essa situação, né? Por que ele tá né? Mas a gente considera que é lamentável, né? Essa situação, né? Porque ele está ficha suja, inelegível, condenado em 2ª Instância...”.

O Ministério Público entendeu que a deputada não disse a verdade, pois a condenação a que ela queria se referir não tornou Paulo Alexandre inelegível, e por consequência, ele seria "ficha suja", como pretendia a deputada, para confundir o eleitor, desqualificando o deputado Paulo Alexandre.

Em sua defesa, Paulo Alexandre observa que já ocupou diversos cargos públicos, tendo sido, inclusive, prefeito de Santos por dois mandatos (2012 a 2020), quando teve todas as suas contas aprovadas.Na pré-campanha, Rosana Valle e Paulo Alexandre, segundo a última pesquisa do instituto Paraná Pesquisas, divulgada nesta quinta-feira (13) estão embolados no primeiro lugar.

TORROU QUASE MEIO MILHÃO

A deputada Rosana Valle já esteve envolvida em outra polêmica no final de 2023, quando a Câmara dos deputados divulgou em seu site os gastos que ela teve naquele ano. Segundo os dados, Rosana "torrou" R$ 464.439,61. Em termos comparativos, o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), no mesmo período, gastou R$ 116.255,67. Somente no mês de novembro de 2023, Rosana gastou R$ 70.140,62. Entre as deputadas paulistas, ela foi a "campeã" em gastos. Neste ano, a deputada já soma gastos de R$ 164.177,32.

ROSANA CRITICA DECISÃO DE JUIZ
A deputada Rosana Valle reagiu à reportagem no início da noite desta sexta-feira (14), criticando a decisão do juiz Frederico dos Santos Messias, que concedeu a liminar (decisão provisória) determinando que a parlamentar pare de divulgar "fake news" contra o deputado federal Paulo Alexandre Barbosa.
Em nota emitida por sua assessoria jurídica, a deputada desqualifica a decisão do magistrado, como se pode ver em trecho da nota enviada à reportagem. Na sua opinião, além de impor censura, o magistrado ainda teria se equivocado ao conceder a liminar.
Na nota, a assessoria reitera a suposta condição de "inelegível", de Paulo Alexandre, para em seguida contestar a decisão, afirmando que o juiz que concedeu a medida não é o magistrado com competência para atuar no caso.

TRECHO DA NOTA DE ROSANA VALLE
"Conforme exposto na defesa, a decisão liminar está equivocada, uma vez que impõe verdadeira censura contra a deputada federal Rosana Valle, em pleno processo de pré-campanha eleitoral. Aliás, quanto a isto, outras medidas judiciais estão em andamento, uma vez que CENSURA é inconstitucional;

4- A decisão da liminar em tela foi proferida pela 273ª Zona Eleitoral. Só que, quem decide se algum político está ou não apto a se candidatar é a Justiça Eleitoral, no ato do pedido de registro, o que, em Santos, é decidido pela 118ª - esta sim, que tem competência para julgar eventual impugnação em face de Paulo Alexandre Barbosa, caso o mesmo for candidato nas eleições municipais de 2024..."