Crime

Menina revela para amiga que era estuprada há sete anos e suspeito é quem mais deveria protegê-la

O crime sexual aconteceu no litoral de São Paulo

Menina revela para amiga que era estuprada há sete anos e suspeito é quem mais deveria protegê-la - Imagem: reprodução Freepik
Menina revela para amiga que era estuprada há sete anos e suspeito é quem mais deveria protegê-la - Imagem: reprodução Freepik

Manoela Cardozo Publicado em 15/12/2023, às 12h35


Em Guarujá, no litoral de São Paulo, um homem foi preso suspeito de estuprar a própria enteada, de apenas 14 anos.

Conforme informações do G1, de acordo com a Polícia Civil, o crime sexual já vinha acontecendo desde que a vítima tinha sete anos de idade. A adolescente revelou a violência sexual para uma amiga da escola, que acionou as autoridades.

A polícia deu início as investigações depois que um boletim de ocorrência foi registrado pelo Conselho Tutelar de Guarujá. O órgão foi acionado pela própria coordenadora da escola onde a adolescente estuda.

O homem de 40 anos de idade foi detido enquanto exercia suas funções em uma loja de animais de estimação no bairro Parque Enseada. Uma equipe policial foi despachada ao local para executar o mandado de prisão preventiva, que foi emitido com base em um parecer do Instituto Médico Legal (IML) relacionado à adolescente em questão.

Durante seu depoimento às autoridades policiais, o suspeito apresentou uma versão diferente dos eventos.

“Negou ter praticado qualquer conduta abusiva, falando que ele tinha, inclusive, um bom relacionamento não só com a menor, mas com a mãe. Ele alegava apenas que era um pouco rígido no trato com seus enteados”, esclareceu a delegada.

Além disso, vale destacar que, de acordo com a delegada, o relacionamento entre o homem e a mãe da jovem era marcado por comportamentos abusivos, caracterizados por frequentes ameaças e discussões.

Compartilhe