Crise no Santos

Após crise, Santos atrasa pagamento de direitos de imagem

O time passa por uma crise dentro e fora do campo

Andres Rueda é presidente do Santos desde dezembro de 2020 - Imagem: reprodução redes sociais
Andres Rueda é presidente do Santos desde dezembro de 2020 - Imagem: reprodução redes sociais

Karina Faleiros Publicado em 04/07/2023, às 10h42


Na semana passada, em reunião com o Conselho Deliberativo, Rueda prometeu resolver o atraso do pagamento de direito de imagem do Clube, mas pagou apenas uma parcela. Como opção, o Santos deve pagar o atraso com dinheiro da venda de Ângelo ao Chelsea, e a expectativa agora é quitar esta dívida até o dia 20 de julho.

Entenda o caso:

O Santos estava devendo dois meses de atraso e pagou uma parcela. No próximo dia 15 de julho, vence outro pagamento dos direitos de imagem.

A data do pagamento é todo dia 15, porém, informalmente, o presidente Andres Rueda combinou com o elenco de pagar no máximo, até o dia 30 de cada mês. Porém, o presidente não honrou com o combinado e deixou de pagar dois meses. Agora, o débito diminuiu para um mês.

Para conseguir pagar as dívidas e a chegada de reforços, o Santos deve usar o dinheiro da venda de Ângelo ao Chelsea por 15 milhões de euros (R$ 78 mi). É importante lembrar que os salários na carteira de trabalho estão em dia, e que nem todos os atletas recebem imagem, segundo informações do UOL.

Compartilhe