Resgate

Guarujá: 117 animais silvestres e exóticos são resgatados pela Defesa Ambiental

Desde o início de 2023, o órgão salvou várias espécies como bicho-preguiça, capivara, cobras, gambás e tamanduás

Além dos animais, também foi realizado o manejo de 62 insetos, incluindo abelhas, vespas e marimbondos - Imagem: reprodução redes sociais
Além dos animais, também foi realizado o manejo de 62 insetos, incluindo abelhas, vespas e marimbondos - Imagem: reprodução redes sociais

Karina Faleiros Publicado em 09/08/2023, às 13h11


Nesta segunda-feira (7), o Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) de Guarujá, no litoral de São Paulo, divulgou que resgatou 117 animais silvestres e exóticos neste ano. Os números são referentes aos meses de janeiro a junho de 2023.

Segundo informações do g1, entre os animais salvos, estão o bicho-preguiça, capivara, cobras, gambás e tamanduás. Além desses, também foram realizados outros 62 manejos de insetos, incluindo abelhas, vespas e marimbondos.

Locais encontrados

Os bichos foram encontrados em rodas preventivas em Área de Proteção Permanente (APPs) e Área de Proteção Ambiental (APAs), bem como averiguação de denúncias e resgate, destinação e soltura de animais silvestres.

Os animais que são resgatados em bom estado de saúde, são devolvidos ao habitat natural e, caso estejam machucados, são encaminhados para reabilitação, tanto no Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas) em Cubatão, como no Aquário de Guarujá.

De acordo com a Prefeitura de Guarujá, a ação da GDA é fundamental para a preservação das espécies e para a segurança da população. O grupamento é composto por nove guardas civis municipais (GCMs), agentes que monitoram áreas de proteção ambiental, evitando invasões e danos na natureza.

Compartilhe