Literatura

Após lançamento do box 'Mulheres Assassinas', Ullisses Campbell dá pistas de novo livro true crime

A Coleção 'Mulheres Assassinas', lançada pela Editora Matrix, reúne edições revistas e ampliadas das histórias de Elize Matsunaga, Flordelis e Suzane Von Richthofen

Após lançamento do box 'Mulheres Assassinas', Ullisses Campbell dá pistas de novo livro true crime - Reprodução: redes sociais
Após lançamento do box 'Mulheres Assassinas', Ullisses Campbell dá pistas de novo livro true crime - Reprodução: redes sociais

Jessica Anjos com a colaboração de Karina Faleiros Publicado em 30/01/2024, às 18h33


Ullisses Campbell é jornalista e escritor, autor dos best-sellers sobre os crimes cometidos por Suzane von Richthofen, Elize Matsunaga e Flordelis. Desta vez, o autor retorna com um box especial desses três livros, a Coleção Mulheres Assassinas, lançado pela Matrix Editora.

Além de reunir as histórias, os livros ganharam edições revisadas e ampliadas com novos detalhes da vida das criminosas dentro e fora da prisão. Nas obras, o jornalista explora as motivações que podem levar alguém a cometer um crime questionando a escuridão que possa morar em cada ser humano.

Nesta terça-feira (30), Ullisses Campbell deu entrevista à rádio CBN Santos falando um pouco mais sobre a produção desta Coleção e o seu trabalho na apuração e produção dessas histórias.

"Esses livros foram lançados no passado. O livro da Suzane Assassina Manipuladora foi lançado em 2020, o da Elize Matsunaga em 2021, e o da Flor de Lis em 2022. Quando eu encerrei esses livros, a vida dessas mulheres estava em movimento ainda. Por exemplo, a Suzane ganhou a liberdade e começou a namorar um médico, ela engravidou, acabou inclusive de ter um bebê, na sexta passada", explicou Campbell apontando a necessidade de trazer novas informações sobre a vida das criminosas no lançamento do box.

Além de Suzane grávida, a vida de Elize Matsunaga também mudou. Ela foi solta e cumpre pena em liberdade. "Então assim, como são livros, biografias de pessoas que ainda estão vivas, no final do ano passado, eu me senti na obrigação de atualizar esses livros pra trazer a novidade pro leitor", afirmou o jornalista.

Além de falar sobre o lançamento, o escritor deu pistas de um novo livro que está sendo produzido. "Estou preparando uma nova biografia da Suzane que é complementar a esse livro que já foi publicado. A Suzane, o desejo da Suzane de engravidar, começou dentro da penitenciária, no ano de 2024, quando ela disse a uma psicóloga forense, que ela estava ansiosa para sair da cadeia para realizar esse desejo de ser mãe", apontou Campbell.

O jornalista contou que a criminosa comentou nessa época que ela já se sentia muito velha para ter filho, e achava que podia não conseguir engravidar por conta da idade.

"Em liberdade ela [Suzane] conheceu o Felipe Zecchini pelo instagram. A Suzane morava na cidade de Angatuba, aqui no interior de São Paulo, e se mudou para a casa desse médico que fica em Bragança Paulista. Ela engravidou desse médico em maio do ano passado", contou o escritor.

Além de atualizações sobre a vida de Suzane, Campbell comentou, na entrevista à rádio CBN, sobre uma entrevista recente que fez com Daniel cravinhos. "Perguntei se ele (que acabou de se casar), tinha o desejo de ser pai, e ele me falou que pensa em nunca ter filho, porque não quer passar pelo constrangimento de um dia ter que explicar para uma criança o que fez no passado".

Sobre Elize Matsunaga

"O livro da Elize Matsunaga, essa nova edição que tá no box 'Mulheres Assassinas', eu aproveito para dizer até que esse blocos estão a venda em todas as livrarias, na Amazon, e tem ebook também. A Elize Matsunaga vive hoje um dilema muito parecido com o que a Suzane vai ter no futuro. Porque quando ela matou e esquartejou o marido em 2012, ela tinha um bebê de colo, que era filha inclusive do Marcos Matsunaga, e essa menina agora está prestes a completar 14 anos", relembra Campbell.

O jornalista explica que Elize perdeu a guarda dessa criança que está com os avós paternos. Agora, a menina com certeza sabe quem é a mãe dela, o que ela fez. "A Elize vive o dilema de tentar se reaproximar da filha, para tentar contar o motivo dela ter matado o pai da criança. Esse dilema de mãe, mãe e ex-presidiária, é bastante explorado nessa nova versão do livro". 

Sobre Flor de Liz

"O livro, A Pastora do Diabo, sustenta a tese de que a Flor de Liz nunca foi essa mãe dessa grande família, mãe de 50, ela dizia inclusive que chegou a ter 55 filhos. O livro desmonta essa tese, a obra traz a revelação de que na verdade ela montou uma organização criminosa, disfarçada de família", aponta o escritor.

Campbell explica que Flor de Liz cometeu diversos crimes além da morte do marido. "O próprio Pastor Anderson também usando um trocadilho aqui, não era flor que se cheirasse, ele também cometeu vários crimes; a vida de casal criminoso culminou com a morte dele, mas o livro mostra vários caminhos que aquela família traçou ao longo de 30 anos, para chegar onde chegou". 

Quando questionado sobre a possilidade dessas mulheres serem inseridas na sociedade novamente após cumprirem suas penas, Campbell mostrou opiniões diferentes sobre cada uma delas. 

"A Suzane tem mostrado que ela está se inserindo na sociedade... Isso de se casar, de ser mãe, de trabalhar, é a inserção na sociedade. A Elize Matsunaga prova que não está preparada porque cometeu novos crimes depois que foi posta em liberdade, ela não aceita as regras que foram impostas a ela no regime aberto", opina.

Veja a entrevista completa de Ullisses Campbell para a rádio CBN Santos:

Onde comprar o box 'Mulheres Assassinas'? Veja opções abaixo:

  • Coleção 'Mulheres Assassinas' na Amazon: R$ 111,33; clique aqui.
  • Coleção 'Mulheres Assassinas' na Magazine Luiza: R$ 168,00; clique aqui.
  • Coleção 'Mulheres Assassinas' nas Livrarias Curitiba: R$ 189,00; clique aqui.
  • Coleção 'Mulheres Assassinas' na Editora Matrix: R$ 210,00; clique aqui.

Sinopse da Coleção "Mulheres Assassinas":

Mais que assassinas, elas se tornaram lendas no mundo do crime e fora dele por conta da perversidade e da repercussão que seus delitos ganharam. Suzane von Richtofen matou os pais a pauladas. Elize Matsunaga esquartejou o marido. E Flordelis montou um plano diabólico para também para dar cabo do marido. Os livros sobre as criminosas mais famosas do Brasil ganharam este box exclusivo, com edições revistas e ampliadas. O jornalista Ullisses Campbell traz aqui novas histórias paralelas – sua marca registrada – e que junto com seu trabalho de pesquisa e texto envolvente fazem suas obras serem a trilogia de true crime mais vendida do país. Aqui estão novos detalhes dos homicídios, informações recentes das vidas sobre as três condenadas, dentro ou fora da prisão. Como, por exemplo, Elize tentando ganhar a vida como motorista de aplicativo, Flordelis querendo se casar dentro da cadeia e Suzane na faculdade e o ateliê de costura que ela montou São três volumes com mais de mil páginas, 221 fotos – várias delas inéditas – e detalhes surpreendentes que mergulham nas profundezas psicológicas e na vida pregressa de cada uma das assassinas. Leitura obrigatória para aficionados da criminologia e para qualquer pessoa cativada pelo universo sombrio dessas e de outras mentes cruéis.

Compartilhe