Fase difícil

Santos é rebaixado pela primeira vez na história e vila sofre terror na madrugada

Desde o apito final do árbitro, a Vila Belmiro foi tomada por um cenário quase de guerra

Após o segundo gol do Fortaleza, foi possível ouvir bombas sendo atiradas - Imagem: WhatsApp
Após o segundo gol do Fortaleza, foi possível ouvir bombas sendo atiradas - Imagem: WhatsApp

Karina Faleiros Publicado em 07/12/2023, às 11h38


Infelizmente, a Série B se tornou realidade no Santos Futebol Clube na noite desta quarta-feira (6), ao perder de 2 a 1 contra o Fortaleza, na Vila Belmiro.

No momento do apito final do árbitro Leandro Vuaden, já foi possível escutar bombas sendo atiradas e cenas de vandalismo dentro e fora da Vila Belmiro. Segundo o ge, os jogadores, em campo, choravam desolados.

Foram encontrados 3 ônibus incendiados e alguns carros no mesmo estado. Um dos veículos pertencia ao atacante Stiven Mendoza, no qual teve o carro encontrado só com as ferragens intactas, ao lado da Vila Belmiro.

Porém, foi constatado que os torcedores queimaram os veículos que estavam ao redor dos portões de saída. Por mais que o carro seja de um jogador do elenco, não foi uma ação proposital de protesto ao atacante.

Compartilhe