Trânsito

260 mil veículos devem passar pelas rodovias Anchieta-Imigrantes durante o feriado prolongado

Medidas adicionais foram implementadas entre quarta-feira (07) e domingo (11)

260 mil veículos devem passar pelas rodovias Anchieta-Imigrantes durante o feriado prolongado - Imagem: reprodução Gazeta de S. Paulo
260 mil veículos devem passar pelas rodovias Anchieta-Imigrantes durante o feriado prolongado - Imagem: reprodução Gazeta de S. Paulo

Manoela Cardozo Publicado em 09/06/2023, às 08h48


Com o objetivo de agilizar o tráfego de veículos no Sistema Anchieta-Imigrantes durante o feriado prolongado de Corpus Christi (08), a empresa Ecovias implementou medidas adicionais em sua infraestrutura e operações especiais entre quarta-feira (07) e domingo (11).

De acordo com informações do Diário do Litoral, durante esse período, estima-se que entre 170 mil e 260 mil veículos se desloquem em direção à Baixada Santista.

Conforme as previsões, o fluxo de veículos em direção ao litoral aumentará na manhã de quinta-feira, quando a Operação Descida (7X3) será iniciada às 9h e permanecerá em vigor até as 13h.

Nesse esquema, as faixas sul e norte da via Anchieta e a faixa sul da Imigrantes estarão disponíveis para descida, enquanto a subida será permitida apenas pela faixa norte da Imigrantes.

A concessionária antecipou que o movimento de retorno à capital se intensificará no domingo, quando a Operação Subida (2X8) será implantada a partir das 11h e permanecerá em vigor até as 21h.

Nessa configuração, as faixas sul e norte da Imigrantes e a faixa norte da Via Anchieta estarão abertas para a subida da Serra, enquanto a descida será feita somente pela faixa sul da Anchieta.

Vale ressaltar que as alterações de sentido nas rodovias do SAI, durante as operações especiais de tráfego, ocorrem exclusivamente no trecho de Serra, compreendido entre o km 40 e o km 55 da Via Anchieta, e do km 40 ao km 57 da rodovia dos Imigrantes.

Os horários de início e término das operações, assim como os modelos utilizados, estão sujeitos a mudanças com base nas condições de tráfego ou em interferências relevantes nas rodovias.

As operações são conduzidas com critérios técnicos e supervisionadas pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (ARTESP).

Compartilhe