Santos

CAF aprova empréstimo de R$ 550 milhões para o projeto de infraestrutura 'Santos Mais'

Recursos abrangem drenagem, mobilidade e soluções habitacionais

Santos Mais. - Imagem: Divulgação / Prefeitura de Santos
Santos Mais. - Imagem: Divulgação / Prefeitura de Santos

Marina Roveda Publicado em 10/12/2023, às 10h16


O Banco de Desenvolvimento da América Latina e do Caribe (CAF) deu sinal verde para um empréstimo de US$ 105 milhões (R$ 550 milhões) destinado ao financiamento do ambicioso projeto de infraestrutura 'Santos Mais' na cidade litorânea de Santos. A aprovação do contrato ainda depende do aval do Governo Federal e do Congresso Nacional.

Os recursos, se aprovados, serão direcionados para diversas frentes, abrangendo obras de drenagem, mobilidade, soluções habitacionais, inovação e tecnologia, conforme previsto no Programa de Macrodrenagem, Acessibilidade, Inovação e Sustentabilidade do 'Santos Mais'.

A administração municipal ressaltou a importância desses investimentos de grande porte para a realização do projeto, destacando a relevância das parcerias diante da complexidade e abrangência das obras planejadas. Além do financiamento internacional, a prefeitura também se compromete a aportar US$ 26,3 milhões (R$ 138 milhões) no projeto.

A Câmara Municipal aprovou a captação do financiamento internacional em outubro deste ano. Agora, a formalização do contrato com o CAF está pendente da aprovação do financiamento pelo Governo Federal e pelo Congresso Nacional.

O 'Santos Mais', orçado em US$ 131,4 milhões (R$ 690 milhões), é um programa abrangente que inclui a expansão do sistema de drenagem na Zona Noroeste, a construção de estações elevatórias, um novo conjunto habitacional com 864 moradias para famílias que vivem sobre a água no Rio dos Bugres e a revitalização urbana de 18 km de vias em várias regiões da cidade.

Além das melhorias físicas, o programa também abraça a modernização tecnológica e inovação, contemplando a instalação de 1.500 câmeras de vigilância e a expansão da rede de fibra óptica em 43,5 km, visando impulsionar o desenvolvimento tecnológico da cidade.

Compartilhe