Obras

Teatro Coliseu retoma as obras em Santos

A primeira etapa do pacote de obras do restauro do coliseu será concluída até junho de 2024

A verba veio do Departamento de Apoio do Desenvolvimento dos Municípios Turísticos - Imagem: reprodução redes sociais
A verba veio do Departamento de Apoio do Desenvolvimento dos Municípios Turísticos - Imagem: reprodução redes sociais

Karina Faleiros Publicado em 09/08/2023, às 12h41


Após a contratação de uma nova empresa para a realização dos serviços, as obras de restauro da fachada do Teatro Coliseu, em Santos, foram retomadas.

Os trabalhos estavam paralisados desde maio de 2022, quando a prefeitura desmobilizou a empresa responsável pela inexecução parcial da obra.

Segundo informações do g1, a empresa ‘Leman Construções e Comércio, segunda colocada na licitação de 2019, foi contratada por R$ 3.218.361,24 para a realização do restauro da fachada do Teatro Coliseu.

Esta empresa substitui a Spalla Engenharia, que venceu a licitação de 2019, porém foi desmobilizada das obras após o vencimento do contrato, em abril de 2022. No mês seguinte, a prefeitura ainda aplicou uma multa de R$ 1.077.787,07 pela inexecução parcial da obra.

Hoje, os serviços estão sendo realizados voltados à preparação dos trabalhos da primeira etapa, como recuperação e troca de estrutura do palco e também o detalhamento das definições para iniciar a estrutura metálica da cobertura do edifício.

Até junho de 2024, essa fase será concluída, e além disso, está sendo realizada a substituição de todo o telhamento cerâmico e a restauração das portas e janelas do prédio. No projeto, também está incluída a recuperação da calçada do entorno em concreto desempenado, no padrão Calçada para Todos.

Primeira Etapa

Na primeira etapa, ainda será restaurada a fachada e a pintura do prédio anexo, atualização do sistema de para-raios e iluminação cênica da fachada, além da cobertura do palco e recuperação do terraço. O recurso foi destinado pelo governo do Estado pelo convênio com o Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur). O gerenciamento das obras é da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi).

Segunda Etapa

Já na segunda etapa das obras, a estrutura superior do palco, chamada de urdimento, será reformada. O sistema que aciona as cortinas e as luzes de palco (varas cênicas) será modernizado, junto com as cortinas.

Terceira Etapa

Na terceira etapa, é previsto o mobiliário da plateia. A prefeitura negocia com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) a obtenção de R$ 11 milhões para estar outras etapas.

Compartilhe