Contratação

Santos anuncia contratação de Diego Aguirre como novo técnico

Aguirre chega para substituir Paulo Turra

Aguirre pretende amenizar o clima no CT Rei Pelé, sem deixar de cobrar os jogadores pela má fase - Imagem: reprodução redes sociais
Aguirre pretende amenizar o clima no CT Rei Pelé, sem deixar de cobrar os jogadores pela má fase - Imagem: reprodução redes sociais

Karina Faleiros Publicado em 07/08/2023, às 10h14


Neste domingo (06), Paulo Turra foi demitido como técnico do Santos, um dia após o empate em 1 a 1 com o Atlhetico Paranaense, na Vila Belmiro, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Diego Aguirre é o novo técnico oficial do Clube, e a tendência é que ele já comande o time na partida contra o Fortaleza, fora de casa, no próximo domingo (13), às 18h30 (de Brasília).

Segundo informações do UOL, o Santos aposta que Aguirre pode salvar o clube do rebaixamento. Porém, nas redes sociais, a hashtag #AguirreNão ficou entre os assuntos mais comentados, mas o Santos acha que qualquer profissional sofreria “hate” diante do atual momento.

A diretoria do Clube entende que Aguirre colocará em prática o pragmatismo suficiente para alcançar os 45 pontos e se afastar do Z-4. Internamente, foi citado o exemplo de Fabio Carille, que conseguiu o mesmo em 2021. Eles também afirmam que não esperam um time ofensivo sob o comando de Aguirre, e sim uma pontuação melhor, se for com um futebol mais vistoso, melhor. O Olimpia (que era comandado por Aguirre), teve o segundo melhor ataque da primeira fase da libertadores.

Atentos

O presidente Andres Rueda e os demais membros do comitê de Gestão, entenderam que não era momento de trazer um técnico ofensivo ao Clube. O peixe acredita que Aguirre será capaz de fazer o atual elenco acreditar no seu trabalho e comprar a ideia de jogo. O clima estava pesado sob o comando de Paulo Turra, e os treinamentos eram considerados de baixa qualidade.

Antigo clube

Antes de assumir o Peixe, Aguirre esteve no Olimpia, do Paraguai, e levou o time à segunda melhor colocação geral da fase de grupos da Libertadores da América, com 14 pontos, atrás apenas do Palmeiras.

Porém, o Olimpia ocupava a vice-lanterna no Campeonato Paraguaio, e foi eliminado nos pênaltis na Copa do Paraguai. Esses fatos colaboraram para a demissão.

O Santos valorizou a Libertadores, um campeonato mais difícil, e ponderou que Aguirre poupou titulares no campeonato local. Além disso, o uruguaio saiu com apenas duas partidas no Clausura, e não vivia uma sequência longa de maus resultados.

Esperança

Aguirre sabe da dificuldade do Peixe nos últimos anos e da complexidade com eleições marcadas para dezembro, mas a vontade de trabalhar no Brasil foi maior, ele sempre almejou dirigir o Santos de Pehttps://www.cbnsantos.com.br/noticias/esporte/mausoleu-pele-nova-atracao-em-homenagem-ao-rei-do-futebol-em-santos.htmllé.

Ele pretende amenizar o clima no CT Rei Pelé, sem deixar de cobrar os jogadores pela má fase. As informações prévias são de um “ambiente de trabalho carregado”.

Marcelo Fernandes, ex-auxiliar do Santos, foi recontratado para ajudar Diego Aguirre nesse período de transição com a mesma função anterior. Ele fará parte da comissão técnica permanente.

O principal objetivo na chegada de Aguirre, será montar o Santos para enfrentar o Fortaleza, domingo, no Castelão. João Paulo, Lucas Lima e Mendoza estão suspensos, e Nonato pode estrear.

Compartilhe