Tragédia

Incêndio em comunidade do Guarujá deixa famílias desabrigadas

Na madrugada deste sábado (08), o fogo se alastrou rapidamente entre as casas

Um incêndio de grandes proporções atingiu a comunidade da Prainha. - Imagem: reprodução I Twitter @diariodolitoral1
Um incêndio de grandes proporções atingiu a comunidade da Prainha. - Imagem: reprodução I Twitter @diariodolitoral1

Juliane Moreti Publicado em 08/07/2023, às 12h14


Na madrugada deste sábado (08), um incêndio de grandes proporções atingiu a comunidade da Prainha, localizada no distrito do Guarujá (SP). 

De acordo com informações do portal Bom Dia Baixada, apesar de ninguém ter ficado ferido, o fogo se alastrou por ao menos 36 casas e cerca de 39 famílias ficaram desabrigadas. 

Apesar das causas ainda estarem sendo apuradas, sabe-se que o incêndio começou depois da meia-noite na Rua Jurema, próximo a casa 10, e se estendeu até destruir várias moradias de madeira da região, conforme relatou a Prefeitura de Guarujá

Com uma ação árdua do Corpo de Bombeiros o chamado do caso foi encerrado por volta das 6h da manhã, com todas as pessoas e funcionários em segurança. 

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social e a Defesa Civil também estiveram no local para prestar as devidas assistências.

Houve o cadastro das famílias prejudicadas pelo fogo no programa de amparo social da cidade, além dos serviços socioassistenciais.

Contudo, não foi necessário que as pessoas realmente fossem encaminhadas ao abrigo, porque, antes, conseguiram se estebelecer na casa de parentes ao serem recebidos após a tragédia. 

A Autoridade Portuária de Santos (APS) demostrou solidariedade com as famílias atingidas e reforçou que atua em conjunto com a Prefeitura para tornar viável o programa de moradia, ainda em fase final.  

Além disso, acrescentou que também existe um planejamento para a retirada das 700 mil famílias daquela região nos próximos meses.

Porém, enquanto o cronograma não é efetivado, serão realizados trabalhos que atendem aos requisitos de infraestrutura e segurança, antes que as pessoas sejam encaminhadas para as habitações adequadas. 

Compartilhe