Eliminação

Último jogo de Marta: Brasil empata com Jamaica e é eliminado da Copa

Buscando a vitória, Brasil ficou no 0 a 0 com a Jamaica

É a terceira eliminação da seleção brasileira na fase de grupos, as outras foram em 1991 e 1995 - Imagem: reprodução redes sociais
É a terceira eliminação da seleção brasileira na fase de grupos, as outras foram em 1991 e 1995 - Imagem: reprodução redes sociais

Karina Faleiros Publicado em 02/08/2023, às 12h41


Na manhã desta quarta-feira (2), a seleção brasileira feminina foi eliminada da Copa do Mundo feminina, em Melbourne, na Austrália, e terminou na terceira colocação do Grupo F.

Descrição do jogo

Segundo informações do UOL, o Brasil soube dominar a bola, mas faltou precisão na hora de finalizar. Buscando a vitória, a seleção brasileira controlou a posse de bola e avançava até a entrada da área, com liberdade para trocar passes, porém no último terço, teve dificuldade para se livrar da forte marcação jamaicana e quando conseguiu, foi afobada na finalização, facilitando o trabalho de Spencer.

A Jamaica aproveitou que a seleção brasileira pegou na troca de passes, e cresceu no decorrer do jogo. No primeiro tempo, o Brasil começou a falhar nos passes, tanto na intermediária, quanto no ataque, e as jamaicanas aproveitaram e começaram a incomodar a defesa brasileira, porém, no final, a Jamaica terminou sem finalizações.

O Brasil teve dificuldades para chegar ao ataque, e no segundo tempo, voltou com Bia Zaneratto no lugar de Ary Borges, mas o time passou a ter mais dificuldades para chegar ao ataque.

Despedida de Marta

Muitas pessoas ao lado de fora do estádio celebraram quando as primeiras notícias sobre a titularidade de Marta saíram. Dentro do estádio, muitos ovacionaram a camisa 10 quando ela apareceu no telão entre as jogadoras que iniciariam o jogo, contendo bandeirão para a atacante nos primeiros minutos, e também na saída para o intervelo.

Frio nas arquibancadas

O frio em Melbourne não foi motivo para desanimar a torcida brasileira, que lotaram as arquibancadas em apoio à seleção. A torcida cantou o hino do brasil em apoio ao time.

Porém, nos últimos minutos, se iniciou uma insatisfação com as quedas e demora da Jamaica nas faltas, e também reagiram com temor e empolgação na melhor chance da seleção caribenha.

“Pra mim, é o fim, mas para elas, é só o começo” declarou Marta.

Compartilhe